Tartarugas Marinhas de Cabo Verde
Plataforma de divulgação do trabalho em defesa das Tartarugas Marinhas em Cabo Verde
03 Novembro 2010

Durante a faina de pesca no dia 28 de Outubro de 2010, alguns pescadores de Salamansa encontraram duas tartarugas marinhas enroladas numa rede entre Calhau e Baia da das gatas, São Vicente. A rede é usada em embarcações estrangeira durante a pesca de atum. Os pescadores resgataram as tartarugas e trouxeram-nas para terra. De seguida contactaram o INDP.

 

 

Se tratava de duas tartarugas marinhas de espécies diferentes. Uma era juvenil da tartaruga comum Caretta caretta, também chamada nesta de zona de tartaruga de praia pois é a espécie normalmente encontrada nas praias a desovar. Media 55,5 cm comprimento de carapaça. Foi marcada com as anilhas de nº 540 e 541 e baptizada com o nome de Dorinha. Ela não apresentava ferimento nem sinais de stress, portanto, os pecadores decidiram manda-la logo de seguida ao mar.

 

A outra espécie era uma adulta da tartaruga oliva (Lepidochelys olivacea) também conhecida como tartaruga parda ou ainda tartaruga do alto pois é mais vista no alto mar. Media 70 cm de comprimento de carapaça, apresentava sinais de cansaço e, portanto, o indivíduo foi levado para as instalações do INDP para avaliação. Foi baptizada com o nome de Olinda. 

 

A tartaruga oliva é a mais pequenas de todas as tartarugas marinhas, possui uma carapaça quase redonda, com 6 ou mais placas laterais, as margens laterais voltadas para cima e o topo da carapaça achatado.

Assim como todas as outras espécies de tartarugas marinhas, a oliva está ameaçada de extinção. Embora seja a mais abundante no mundo, é uma espécie rara no arquipélago de Cabo Verde. Os principais locais de desova localizam-se no pacífico ocidental (do México à Costa Rica), no nordeste da Índia e no Atlântico (no Suriname).

Até pouco tempo não havia registos de espécimes vivos em Cabo Verde, mas este ano esta ja é segunda tartaruga oliva encontrada enrolada em rede na zona entre canal de Calhau/Baia das gatas, provando a ocorrência, mesmo que seja ocasional, da espécie nas nossas agua.

 

NUNO GOMES, um dos pescadores de Salamansa que resgataram as tartarugas.

 

Obrigada Salamansa!!!!

publicado por INDP às 07:52
No Brasil as tartarugas sairam da extinção a alguns anos pelos belos trabalhos dos biologos e foram gravads nas cedulas de 2 reais
isso foi uma conquista no meio amabiente.

Parabéns pelo blog.
pesquisei a 4 de Novembro de 2010 às 21:59
Olá

O blog das Tartarugas Marinhas de Cabo Verde está em destaque na homepage do SAPO Cabo Verde em http://sapo.cv e na homepage dos Blogs em http://blogs.sapo.cv.

Continuação de excelente trabalho :-)
Trêza a 6 de Novembro de 2010 às 18:16
Newsletter

Introduza o seu endereço de e-mail:

pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Olá :)Este blog tem andado muito "sossegado", faz ...
Belíssimo este trabalho. Parabéns!
é sempre bom proteger as espécies em vias de extin...
Nossa, seria um sonho ver essas iniciativas explod...
Bem interessante, aqui no Rio de Janeiro nós també...
Que lega ver a tecnologia em função do meio ambien...
Posts mais comentados
blogs SAPO
Projecto:

Financiadores:
Patrocinadores:

Apoios:

Municípios:

Associações comunitárias:
  • Associação Comunitária Nova Experiência Marítima da Cruzinha da Garça
  • Escuteiros de Ponta de Pão, São Vicente
  • Espaço Jovem de São Vicente

  • Projecto ESPERANÇA em São Nicolau:

- COMUNIDADE DO CARRIÇAL
- COMUNIDADE DE PREGUIÇA