Tartarugas Marinhas de Cabo Verde
Plataforma de divulgação do trabalho em defesa das Tartarugas Marinhas em Cabo Verde
12 Outubro 2010

Sou Catherine Molinari bióloga e voluntária italiana. Eu sempre quis vir a África, e este ano tive a oportunidade de trabalhar neste projecto de tartarugas marinhas no INDP.

A experiência foi marcante tanto porque eu pude trabalhar em estreita colaboração com os voluntários crioulos e conviver entre eles, tanto a nível científico, aprendendo a técnicas monitorização de praias e marcação de tartarugas, como também na a nível social. Esta foi a primeira vez que vi uma tartaruga, e tive oportunidade de trabalhar com ela. É um gigante, silencioso e ouso dizer até mesmo tímido. Particularmente um animal, um pouco de como os crioulos: muito paciente. Deixam o seu futuro nas mãos do destino. Durante os dois meses de trabalho se alternaram momentos serenos e belos a mais difícil e nervosa, devido a diferença de cultura, nem sempre as condições de vida se revelaram fáceis. Da minha parte, tentei aprender o máximo possível do ponto de vista profissional.

Tive a oportunidade de trabalhar em duas ilhas: São Nicolau e São Vicente e descobrir que cada uma tem sua própria forma de ser, sua música, sua linguagem, em suma, uma característica de personalidade e isso é maravilhoso! Eu recomendo a todos esse tipo de experiência. Obrigada!

 

(em italiano)

Sono Caterina Molinari biologa italiana. Ho sempre desiderato vedere l’africa e quest’anno ho avuto l’opportunità di lavorare a questo progetto di tartarughe marine presso l’INDP. L’esperienza è stata molto interessante sia perché ho potuto lavorare a stretto contatto con i ragazzi Crioli e vivere in mezzo a loro sia a livello scientifico perché ho potuto apprendere il lavoro di monitoraggio sulle tartarughe. È la prima volta che vedo una tartaruga e che lavoro con lei. È gigante, silenziosa e oserei dire anche timida. Un’animale particolare, un po’ come la gente criola: molto paziente. Lasciano il loro futuro in mano alla sorte.

Durante i due mesi di lavoro si sono alternati momenti belli e sereni a momenti più difficili e nervosi vuoi per la differenza di cultura vuoi per le condizioni di vita non sempre facili. Da parte mia ho cercato di apprendere il più possibile sia dal punto di vista lavorativo che da quello della vita ed ero aperta a dare tutto quello che potevo. Ho avuto la possibilità di lavorare in due isole: Sao Vincent e San Nicolau e scoprire che ognuna possiede una sua morfologia, una sua musica, una sua lingua insomma una sua personalità caratterizzante e questo è stupendo! Consiglio a tutti di fare una esperienza di questo tipo.

 

 

publicado por INDP às 11:48
Newsletter

Introduza o seu endereço de e-mail:

pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Olá :)Este blog tem andado muito "sossegado", faz ...
Belíssimo este trabalho. Parabéns!
é sempre bom proteger as espécies em vias de extin...
Nossa, seria um sonho ver essas iniciativas explod...
Bem interessante, aqui no Rio de Janeiro nós també...
Que lega ver a tecnologia em função do meio ambien...
Posts mais comentados
blogs SAPO
Projecto:

Financiadores:
Patrocinadores:

Apoios:

Municípios:

Associações comunitárias:
  • Associação Comunitária Nova Experiência Marítima da Cruzinha da Garça
  • Escuteiros de Ponta de Pão, São Vicente
  • Espaço Jovem de São Vicente

  • Projecto ESPERANÇA em São Nicolau:

- COMUNIDADE DO CARRIÇAL
- COMUNIDADE DE PREGUIÇA